home > Aplicações > Aplicações que podem render mais que a caderneta

há 2 dias por Regina Pitoscia

Aplicações que podem render mais que a caderneta

Pelo menos até o dia 20 de março, o rendimento da caderneta de poupança não vai sair do lugar: ficará em 0,3715% ao mês ou 4,55% ao ano. Nesse dia, o Comitê de Política Monetária (Copom) anuncia em que nível ficará a taxa básica da economia, a Selic, que serve de referência para cálculo de seu rendimento. Atualmente essa taxa está em 6,50% ao ano e a aposta é que permaneça desse tamanho até meados de maio.

Todo dinheiro novo que é aplicado em caderneta tem o rendimento equivalente a 70% da Selic – sempre que ela for inferior a 8,5% ao ano -, mais a variação da TR, que está em zero. A mesma regra vale para os depósitos feitos a partir de 3 de maio de 2012, quando mudaram as regras de cálculo de remuneração da poupança.

Já para o dinheiro aplicado até o dia 2 de maio de 2012 há a garantia de juro de 0,5% ao mês mais a variação da TR. Com esses critérios, as contas antigas estão entre as melhores opções de renda fixa, depois que os juros estacionaram em patamares bem mais baixos. Quem tem uma conta dessas deve preservá-la o máximo possível.

Os aplicadores que quiserem pular fora da mesmice da renda fixa também precisam estar dispostos a assumir um grau de risco maior na renda variável, que inclui ações, fundos de ações, fundos multimercados e fundos imobiliários, entre outros. Uns com grau de risco maior, outros menos arriscados.

Mas mesmo dentro da renda fixa, em que as aplicações sempre engordam um pouco, há opções mais rentáveis que a caderneta, desde que o investidor não mexa no dinheiro por prazos mais longos.

A caderneta permite retirada a cada 30 dias, sem prejuízo de remuneração, aceita o dinheiro mais picado, é isenta de imposto e de taxas de administração. Tem a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), para aplicações de até R$ 250 mil por CPF e por instituição financeira, em caso de quebra do banco.

Títulos do Tesouro

Uma aplicação nos títulos do Tesouro pode render mais, em prazos mais elásticos, e é tão segura quanto a caderneta. Os papeis não estão cobertos pelo FGC, mas são assegurados pelo próprio governo.

Em sua plataforma, a Rico Corretora de Valores, que pertence a XP Investimentos, oferecia na última semana, para aplicações por dois anos, um Tesouro IPCA 2024 com rendimento líquido de 13,30% – a rentabilidade desse papel é composta pela variação da inflação medida pelo IPCA mais uma parcela de juros. É indicado, portanto, para quem pretende se proteger de eventual alta da inflação no período.

Já para um Tesouro Prefixado 2025, no mesmo prazo, o rendimento total oferecido era de 14,78%. Um retorno mais robusto do que o que é pago pelo título atrelado ao IPCA, e isso para cobrir o risco de que a inflação seja maior do que esses 14,78% nesse espaço de tempo, o que traria prejuízo ao aplicador.

No prazo dos mesmos dois anos, o rendimento da caderneta ficará em 9,30%. São diferenças a serem consideradas para quem está em busca de resultados melhores na renda fixa.

Papeis de instituições financeiras

Bancos emitem os Certificados de Depósito Bancário (CDB) e financeiras emitem as Letras de Câmbio (LC). Com o dinheiro captado por meio desses papeis, as instituições financeiras realizam suas operações de crédito ao consumidor, só que a juros bem mais elevados.

Na mesma plataforma da Rico, CDBs de 2 anos do Omni Banco ofereciam rendimento líquido de 12,79%, e do Banco Fibra, de 12,85%. As Letras de Câmbio, tanto da Avista como da Sax, pagavam uma remuneração de 13,04%. Desempenho que supera também os 9,30% da poupança.

Mesmo para prazo inferior, de um ano, quando a caderneta renderia 4,55%, há oferta de uma rentabilidade maior de 5,85% em CDB do Banco BS2, e de 5,91%, do Omni Banco.

 

 

Compartilhe:

0 Comentário

Comentar como anônimo

Mais lidos em #Aplicações

Relacionados

Relacionados

Outras categorias:

Assim você busca por assunto,
aquilo que mais interessa.

E aqui a gente separou o que é mais acessado:

Mas se quiser receber nossos artigos
por e-mail, cadastre-se: