home > Emprego > Aproveite as últimas vagas para trabalho temporário na Páscoa

há 2 dias por Regina Pitoscia

Aproveite as últimas vagas para trabalho temporário na Páscoa

Das cerca de 54 mil contratações para vagas temporárias de Páscoa previstas até abril, restam ainda aproximadamente sete mil  oportunidades, todas para trabalho no setor de comércio.

Os dados são de pesquisa encomendada pela Fenaserhtt (Federação Nacional dos Sindicatos de Empresas de Recursos Humanos, Trabalho Temporário e Terceirizado) e pelo Sindeprestem (Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços a Terceiros, Colocação e Administração de Mão-de-Obra e de Trabalho Temporário no Estado de São Paulo) ao Centro Nacional de Modernização Empresarial (Cenam). O levantamento foi feito com empresas de trabalho temporário de todos os tamanhos – grandes, médios e pequenos – em todo o Brasil.

A maioria das vagas disponíveis já foi preenchida porque a contratação para a Páscoa segue tempos diferentes para a indústria (fabricação de produtos de chocolate) e para o comércio (venda no varejo). Para a primeira, as vagas são preenchidas a partir de setembro do ano anterior.

O comércio, que inicia as contratações mais tarde, já preencheu boa parte das vagas, restando ainda sete mil oportunidades distribuídas pelo País. A remuneração pode variar entre R$ 1.100 a R$ 2.179, de acordo com a função. A maior parte dos contratos deverá ter duração acima de 91 dias e os demais menos de 30 dias.

Vander Morales, presidente do Sindeprestem e da Fenaserhtt, entende que a reforma trabalhista contribuiu para o aumento das contratações temporárias, 9% superiores às do ano passado. “Notamos na pesquisa que 37% das empresas especializadas em temporários para o mercado de trabalho perceberam aumento na procura por candidatos. Apenas 19% reportaram diminuição na demanda em relação a 2017”.

Contratação

O recrutamento do trabalhador temporário deve ser feita por uma agência de serviços temporários e terceirizáveis. O empregado tem os mesmos direitos do funcionário contratado por prazo indeterminado. O salário deve ser equivalente ao de quem exerce a mesma função, a jornada diária é de oito horas, com no máximo duas horas extras, e deverá receber adicional noturno e repouso semanal remunerado.

O contrato inicial é de até três meses e pode ser renovado por mais três, até o limite de nove meses. No fim do contrato, o temporário deverá receber férias proporcionais, um terço da remuneração de férias e 13º salário proporcional. Se for dispensado antes do fim do contrato, terá direito à multa de 40% do FGTS. Mas não receberá aviso prévio.

Os interessados podem consultar a relação de agências e as vagas existentes em sua cidade ou região no site do Sindeprestem (www.sindeprestem.com.br). Também podem procurar as indústrias do setor de alimentos, brinquedos, vestuário e eletroeletrônicos.

 

 

Compartilhe:

0 Comentário

Comentar como anônimo

Mais lidos em #Emprego

Relacionados

Relacionados

Outras categorias:

Assim você busca por assunto,
aquilo que mais interessa.

E aqui a gente separou o que é mais acessado:

Mas se quiser receber nossos artigos
por e-mail, cadastre-se: