home > Radar da semana > Crise política e Lava Jato deixam cenário carregado

há 2 dias por Regina Pitoscia

Crise política e Lava Jato deixam cenário carregado

O boletim Focus que o Banco Central divulga nesta segunda-feira traz previsões mais atualizadas de analistas e economistas do mercado financeiro sobre os principais indicadores da economia.

As estimativas darão uma ideia de como poderão se  comportar inflação, juros, dólar, atividade econômica e muitos outros dados, para este e o próximo ano. São apenas projeções, mas é uma sinalização que pode ajudar você a ajustar sua vida financeira no dia a dia e tentar evitar que seu bolso seja surpreendido por dados adversos no futuro.

Olho na política

O principal foco desta semana fraca de agenda econômica será a política. O vazamento de notícias sobre a delação de executivos da Construtora Odebrecht, no âmbito da Operação Lava-Jato, atinge em cheio os políticos de alto escalão, no Executivo e no Congresso.

As denúncias sobre supostas ações ilegais cometidas por políticos graúdos, incluído o presidente Michel Temer, têm tudo para agravar a tensão política e lançar mais dúvidas sobre o rumo da economia.

Poderiam criar dificuldades, por exemplo, para a aprovação da proposta de controle de gastos públicos, a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) nº 55, que tem a última votação prevista para amanhã no Senado.

Não só isso. O provável tsunami político, provocado pelas delações, poderia dificultar e travar o andamento da reforma da Previdência Social e gerar até uma crise política e econômica mais grave.

É a aposta no andamento das reformas econômicas que tem mantido o mercado financeiro, principalmente o dólar e a bolsa de valores, relativamente bem comportado e a inflação em queda.

Uma reversão de expectativas positivas, com o agravamento de incertezas político-econômicas, poderia levar esses dois segmentos de mercado a revisar seus preços, com possível aceleração do dólar e queda das ações.

Contribuição ao INSS

Profissionais liberais, autônomos e segurados facultativos (dona de casa, estudante e desempregado) devem recolher até quinta-feira, dia 15, a contribuição de novembro ao INSS. Quem atrasar o pagamento é punido com multa de 0,33% ao dia, até o limite de 20%.

 

Compartilhe:

0 Comentário

Comentar como anônimo

Mais lidos em #Radar da semana

Relacionados

Relacionados

Outras categorias:

Assim você busca por assunto,
aquilo que mais interessa.

E aqui a gente separou o que é mais acessado:

Mas se quiser receber nossos artigos
por e-mail, cadastre-se: