home > Financiamento > Cai juro para imóvel de até R$ 1,5 milhão

há 2 dias por Regina Pitoscia

Cai juro para imóvel de até R$ 1,5 milhão

Os bancos que concedem crédito imobiliário com recursos da caderneta de poupança, pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH), poderão passar a financiar a compra de imóvel novo no valor de até R$ 1,5 milhão com juros mais baixos. A medida é uma decisão é do Conselho Monetário Nacional (CMN) e vale por um ano.

Taxa menor em financiamento pelo SFH significa cobrança de juro de até 12% ao ano, taxa concedida na compra de imóvel de até R$ 750 mil nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Distrito Federal, e de até R$ 650 mil nos demais Estados do País e agora é estendida a imóveis no valor de até R$ 1,5 milhão.

A decisão do CMN de possibilitar a redução dos juros no financiamento de imóveis mais caros é uma tentativa de estimular os negócios no mercado imobiliário. A crise econômica pegou cheio também o setor de incorporação e construção, que tenta atrair a clientela para desovar o estoque de imóveis encalhados nas faixas mais caras.

A flexibilização de regra na cobrança de juro é considerada pelos especialistas condição necessária, mas não suficiente para a retomada de negócios com imóveis novos de valor mais alto. A decisão sobre a redução dos juros cabe aos bancos, que enfrentam a escassez de recursos para a concessão de financiamento pelo SFH, dada a fuga de poupadores.

Quem está interessado na compra de imóvel e se sente encorajado pela novidade deve avaliar se este é um momento indicado para assumir um compromisso de financiamento tão longo, de até 30 anos ou mais, que consumirá parte significativa de sua renda por bastante tempo.

Especialmente porque a largada da caminhada para a casa própria coincide com o momento de grave recessão econômica, em um cenário carregado de incertezas sobre como e quando ocorrerá a retomada do crescimento econômico, de emprego e da renda.

Ademais, é preciso considerar também que no financiamento de imóvel novo de até R$ 1,5 milhão a permissão do CMN está limitada apenas à cobrança de taxa de juros mais baixa. Continua proibido o uso de
recursos do FGTS na aquisição se o valor do imóvel for acima de R$ 750 mil em algumas regiões e de R$ 650 mil em outras.

 

Compartilhe:

0 Comentário

Comentar como anônimo

Mais lidos em #Financiamento

Relacionados

Relacionados

Outras categorias:

Assim você busca por assunto,
aquilo que mais interessa.

E aqui a gente separou o que é mais acessado:

Mas se quiser receber nossos artigos
por e-mail, cadastre-se: