home > Emprego > Como se destacar entre os concorrentes a uma vaga de emprego

há 2 dias por Regina Pitoscia

Como se destacar entre os concorrentes a uma vaga de emprego

A rede LinkedIn foi criada para conectar profissionais e, por isso, pode ser uma vitrine, uma facilitadora no encontro de oportunidades de trabalho. Ficar atento a uma determinada conduta dentro dessa rede social pode levar o candidato a se destacar entre os seus concorrentes.

A especialista na recolocação de profissionais no mercado e gerente da NVH – Human Intelligence, preparou um roteiro mostrando o que os headhunters (caçadores de talentos) apreciam ver, ou não, no perfil do profissional. Ela começa explicando que essa rede social se diferencia das demais, com Facebbok ou Twitter, porque não admite uma postura informal.

A linguagem a ser usada deve se pautar pelo ambiente corporativo. Para usar essa ferramenta de uma forma estratégica, a gerente lista algumas dicas. Acompanhe:

Conteúdo – é importante compartilhar conteúdo interessante, de sua própria autoria, porém busque publicar textos que realmente revelem seu conhecimento profissional. Se atenha a sua área de atuação de maneira a não cometer gafes falando do que realmente não entende a fundo. Outro aspecto do conteúdo é a coerência entre postagens. Falar “de tudo” é bom em rodas de amigos, mas no âmbito profissional, superficialidade em vários assuntos não é o ideal.

Português – pode parecer óbvio, mas erros de português, jargões, expressões idiomáticas, são problemas recorrentes. Para transmitir confiança é bom ter o domínio da língua formal. Essa é uma plataforma de uso profissional, não há espaço para agir de forma descuidada e cometer erros básicos da sua língua.

Informações cadastrais – mantenha todos os seus dados sempre atualizados, com e-mail e telefone pessoais. É comum encontrar dados de contato como telefone e e-mail corporativos que se usava em sua última atuação. Isso não é bom, pois ao sair da empresa você fica incomunicável. O perfil do LinkedIn deve ser uma cópia do seu currículo, por isso é preciso mantê-lo legível, não poluído, com informações condizentes.

Experiência detalhada – procure sempre descrever as atividades e projetos que realizou nas empresas em que trabalhou. Mais importante que o tempo de trabalho são as conquistas que você realizou na organização, e que destacam sua expertise de mercado.

Conheça seus contatos – não saia adicionando todo mundo só para ter uma vasta lista de pessoas ligadas a você. Essa não é uma rede social de popularidade. É importante estar conectado a quem realmente se conhece ou compartilha interesses comuns no âmbito profissional.

Não saia atirando para todos os lados – não se candidate a vagas que não são do seu perfil.  Quando um headhunter procura um profissional, ele chega a receber 5 mil currículos para uma única posição, em média. Porém nem 10% deles corresponde às especificações da vaga. As pessoas ficam desesperadas em se recolocar que enviam currículo para qualquer vaga, e isso não só atrapalha como prejudica o seu perfil. Procure ver se o perfil da vaga não te exclui com coisas simples como nível de inglês, região de moradia, etc. Só se apresente como opção para aquilo que realmente está de acordo com quem você é.

LinkedIn não é Facebook – não use esse espaço para compartilhar e discutir assuntos como posições políticas, brigas por qualquer tipo de polarização, postagens religiosas, frases de efeito, postar fotos inadequadas, de animais, de “baladas”, ou mesmo de família. Você deve se portar como se porta no ambiente corporativo.

Cuidado com o que fala – ser educado deveria ser praxe, mas nem sempre é. Não fale mal de ninguém, muito menos de entrevistadores, feedbacks recebidos, etc. Isso pode fechar portas muito rápido.

Verifique sempre sua conta – não abandone seu LinkedIn. Entre ao menos uma vez por semana, interaja com grupos e produza algo relevante. Parabenize conquistas de amigos e faça o networking.

Perfis em outras línguas – Por último, se você domina outros idiomas, o LinkedIn te permite criar perfis em outros idiomas. Você pode literalmente criar currículos idênticos em línguas diferentes e torná-los visíveis para entrevistadores com vagas internacionais, ou que necessitam de domínio de outras línguas como fator chave. Além disso, ao menos em inglês é importante ter o currículo pronto, não por diferencial, mas por demanda mercadológica.

Obrigações trabalhistas

Vence hoje, dia 7, o prazo para o recolhimento do Fundo de Garantia. O patrão é quem deve providenciar o depósito na conta vinculada do empregado no FGTS, equivalente a 8% de seu salário bruto referente ao mês de março.

Quem atrasa o depósito tem de pagar depois uma multa de 5% do valor, que subirá para 10% a partir do mês seguinte.

Hoje também é dia de recolher as obrigações trabalhistas da doméstica como FGTS e INSS em guia único no portal www.esocial.gov.br referentes ao salário de março.

As parcelas de recolhimento, calculadas sobre o salário da empregada, estão assim divididas: 8% para o INSS; 8% do depósito do FGTS; 3,2% referentes ao fundo de reserva da multa de demissão sem justa causa; e 0,8% de seguro para acidentes de trabalho.

Em relação à contribuição ao INSS, 8% cabem ao patrão e há uma parcela que varia de 8% a 11% que é devida pela empregada, dependendo da sua faixa do seu salário.

Em casos de atraso no recolhimento, é aplicada uma multa de 0,33% ao dia, limitada a 20% do valor devido.

 

Compartilhe:

0 Comentário

Comentar como anônimo

Mais lidos em #Emprego

Relacionados

Relacionados

Outras categorias:

Assim você busca por assunto,
aquilo que mais interessa.

E aqui a gente separou o que é mais acessado:

Mas se quiser receber nossos artigos
por e-mail, cadastre-se: