home > Contas > Criançada em férias pode elevar gastos

há 2 dias por Regina Pitoscia

Criançada em férias pode elevar gastos

 

Período de férias escolares pode significar gastos inesperados, fora da rotina. Afinal, é preciso encontrar atividades para entreter a criançada, seja com viagens, passeios, seja brincando em casa.

Durante o período das aulas, os gastos com transporte, lanches ou alguma atividade promovida pela escola são mais previsíveis. Já nas férias, se não houver uma programação, será grande o risco de perder as rédeas sobre o orçamento.  Estudos da Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostram que gastos extras nessa época podem beliscar até 12% da renda da família. Mesmo quando ficam em casa, a tendência é que haja um aumento de consumo de alimentos pelas crianças.

É preciso pensar e definir se haverá um cardápio diferenciado, com bolos, doces e outras guloseimas para os lanches e em que quantidade, porque também é comum a visita de amiguinhos. Nada que não possa ser resolvido se houver uma organização para a compra de alimentos para essa refeição mais caprichada e prevendo a presença de outras crianças.

Outra opção interessante é combinar com os pais dos coleguinhas que o encontro seja a cada dia na casa de um deles para que ninguém fique sobrecarregado. Ainda dentro desse ambiente mais doméstico e um planejamento antecipado, é possível manter o controle sobre as despesas. Aí é só ter ideias para as atividades que vão garantir a diversão.

Defina a programação

Para evitar que os filhos fiquem hipnotizados diante de joguinhos eletrônicos o dia todo, durante as férias escolares, uma dica é pensar em passeios pela cidade.  O ideal é explorar as opções gratuitas, como a visita a parques, praças, algumas exposições ou ainda atividades lúdicas oferecidas por entidades culturais.

Se a opção for um cinema ou um teatro, convém separar o dinheiro dos ingressos e também para outros gastos com lanches, chocolates, pipoca e balas. Os shoppings também costumam ter programação para a garotada. Se essa for a escolha, em que são muitas as tentações para outras compras, combine com a criança antes o que pode ou não ser feito, quanto vão e podem gastar, entre outros pontos. Entender os limites do bolso vai contribuir muito para a sua educação financeira.

É evidente que, além desse viés econômico e prático para administrar as finanças em tempos de férias, é fundamental que os pais se preocupem com o aspecto afetivo, dedicando aos filhos tempo e atenção. Ler histórias, cozinhar juntos, cultivar um jardim e passar para os pequenos as brincadeiras de seu tempo de infância, quando não existia videogame, são indispensáveis para um crescimento saudável.

Viagens

Ainda que a situação seja de aperto financeiro, muitas famílias conseguem se planejar e aproveitar o período de férias para viajar. Nesses casos é importante manter as despesas dentro do que foi orçado e, se for o caso, reduzir o período do passeio, cortar as compras com lembrancinhas e presentes e outros itens que podem ser supérfluos. Divertimento ou descanso deve ser prioridade em temporada de férias.

Para evitar extravagâncias e atritos no meio da viagem, esse mesmo tipo de preocupação deve ser passado antecipadamente para as crianças. Não entre em dívidas para cobrir as contas não previstas com viagens, a situação econômica vai continuar difícil sabe-se lá até quando.

 

Compartilhe:

0 Comentário

Comentar como anônimo

Mais lidos em #Contas

Relacionados

Relacionados

Outras categorias:

Assim você busca por assunto,
aquilo que mais interessa.

E aqui a gente separou o que é mais acessado:

Mas se quiser receber nossos artigos
por e-mail, cadastre-se: