home > Emprego > Desemprego cai, mas ainda é expressivo

há 2 dias por Economia Nota 10

Desemprego cai, mas ainda é expressivo

Pelos números levantados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na última semana, pelo Ministério do Trabalho e Emprego, o nível de emprego vem apresentando sinais de recuperação e refletindo a reação em alguns setores da economia. Em agosto, pelo quinto mês seguido, o total de vagas criadas no mercado foi superior ao de postos fechados. O número de vagas abertas com carteira assinada superou 35 mil e no ano esse número sobe para 71.193 novas.

Os números são tímidos e há ainda um exército de mais de 13 milhões de desempregados no País, segundo levantamento recente do IBGE. Mas é possível afirmar que o cenário deixou de piorar. Basta lembrar que no primeiro trimestre deste ano o desemprego atingia nada menos do que 14,2 milhões de brasileiros, e as perspectivas econômicas eram bem mais sombrias do que as atuais.

Não deixa de ser uma boa notícia e uma sinalização mais animadora para quem está em busca de recolocação no mercado de trabalho. Até porque as sensações costumam estar presentes nesses períodos são as de preocupação, desespero e até depressão. É preciso persistir, mesmo diante de muitas negativas, e adotar algumas atitudes que podem agilizar a obtenção de uma vaga.

O que fazer

A espera pode ser mesmo cruel diante de algum retorno de empresas para quem foi enviado o currículo, só que esse é um dos principais caminhos. O que pode ajudar é ter um currículo atualizado, objetivo, com informações que possam mostrar suas habilidades.

Nem sempre vale a pena inserir a pretensão salarial entre os dados, porque isso poderá limitar oportunidades que talvez o candidato tenha interesse em aceitar mesmo com valores bem mais baixos. Essa informação pode ser deixada para o momento da entrevista, sem nenhum prejuízo ao profissional. Em vez disso, vale reforçar a disponibilidade em aceitar outras atividades fora do perfil apresentado.

Quem foi selecionado para fase seguinte, a da entrevista, deve se preparar, informando-se sobre as atividades da empresa em questão, a internet é forte aliada. Nunca se deve falar mal de empregos anteriores ou revelar dados confidenciais. No contato com o entrevistador valem um aperto de mão firme e olho no olho. A aparência também conta, exageros nos trajes, perfumes e maquiagens costumam atrapalhar. A demonstração de confiança em si mesmo e entusiasmo é sempre bem-vinda para essa hora.

Outras dicas

Ainda que seja complicado para quem está apreensivo com a falta de trabalho, de dinheiro e com contas vencendo, é interessante fazer o maior número de contatos possível com colegas, amigos, parentes, profissionais. É preciso acionar e ampliar a rede de relacionamentos e passar de forma clara que o candidato está à procura de uma vaga, de recolocação no mercado de trabalho.

A situação de desempregado é desanimadora, mas é possível revertê-la em oportunidades, como a de investir em si mesmo. Há dezenas de cursos livres e grátis na internet, oferecidos por prefeituras, entidades profissionalizantes como Sesi e Senac, ONGs, igrejas, etc. A frequência nesses cursos, que podem ser dentro ou fora da área de interesse do candidato, tende a ampliar a rede de contatos.

 

 

Compartilhe:

0 Comentário

Comentar como anônimo

Mais lidos em #Emprego

Relacionados

Relacionados

Outras categorias:

Assim você busca por assunto,
aquilo que mais interessa.

E aqui a gente separou o que é mais acessado:

Mas se quiser receber nossos artigos
por e-mail, cadastre-se: