home > Dívidas > Juros continuam pesados no crédito

há 2 dias por Regina Pitoscia

Juros continuam pesados no crédito

A cada mês, a divulgação do nível de juros pelo Banco Central vem acompanhada da notícia de que eles bateram novo recorde. Não foi diferente ontem, quando o BC anunciou que as taxas médias do cheque especial em outubro atingiram 329% ao ano, patamar mais elevado em 22 anos, desde 1994, e as do rotativo do cartão de crédito, em 476% ao ano.

Juros no cartão

Esses são os juros médios. É só dar uma espiada na taxa cobrada pelos cinco maiores bancos do País para saber que elas podem ser bem mais pesadas no cartão de crédito. Em outubro, no Itaú, o juro do rotativo ficou em 632% ao ano; na Caixa, em 582% ao ano; no Santander 572% ao ano; no Bradesco, em 560% ao ano e no Banco do Brasil, em 487%. Todos cobraram acima da média.

Esse é o custo de quem não paga o total das despesas no dia de vencimento da fatura, mas um total menor e joga o restante para os meses seguintes. Fica fácil entender por que a dívida no cartão vira uma bola de neve em pouco tempo.

Cheque especial

Entre os grandes bancos, por exemplo, o Santander cobra uma taxa de 423% ao ano, 94 pontos acima da média de 329%. O Itaú, de 323% ao ano, o Bradesco, de 316% ao ano, o Banco do Brasil, de 300% ao ano e a Caixa, de 296% ao ano. Isso permite dizer que a maior parte dos correntistas do País paga muito caro quando avança além do saldo de sua conta normal e entra no cheque especial.

É verdade que é um crédito fácil, está à mão sempre que necessário, mas é uma conveniência perigosa, especialmente quando o correntista acaba contando com o limite do cheque especial todo mês para conseguir cobrir os seus gastos. Quem faz essa incorporação dos recursos do cheque especial ao seu orçamento tem muitas dificuldades para sair do vermelho.

Por isso, não abuse do cheque especial, a dívida pode crescer rapidamente e se tornar impagável.

 

Compartilhe:

0 Comentário

Comentar como anônimo

Mais lidos em #Dívidas

Relacionados

Relacionados

Outras categorias:

Assim você busca por assunto,
aquilo que mais interessa.

E aqui a gente separou o que é mais acessado:

Mas se quiser receber nossos artigos
por e-mail, cadastre-se: