home > Imóveis > O que fazer para alugar rápido seu imóvel

há 2 dias por Regina Pitoscia

O que fazer para alugar rápido seu imóvel

Neste momento, a quantidade de imóveis oferecidos para locação é superior ao número de interessados em alugá-los. Seguindo a lógica de todo mercado, quando a oferta é maior que a procura os preços caem. É isso o que vem acontecendo na cidade de São Paulo, segundo pesquisas feitas pelo Secovi, o sindicato da habitação.

O último levantamento, divulgado em abril, indicou uma queda nos valores pedidos por imóveis desocupados de 0,7% em relação a março. Considerando um período mais amplo, de 12 meses, o aluguel para novas locações apresentou alta de apenas 0,50%. No mesmo período, a inflação ficou em 3,37%, medida pelo IGP-M, o que permite dizer que os valores do aluguel inicial não foram sequer atualizados nos mesmos níveis da inflação.

A mesma pesquisa mostrou que a demora para alugar uma casa ou sobrado variou de 18 a 43 dias; já para alugar um apartamento demorou pouco mais, de 24 a 50 dias.

Em relação à locação residencial, muita gente está entregando o imóvel e voltando a morar com os pais ou algum parente. Ou, ainda, mudando-se para cidades com custo de vida mais baixo. O fato é que há ampla oferta de imóveis diante de uma redução da procura. Por isso, os preços dos aluguéis vêm apresentando queda nos últimos dois anos.

Alugar mais rápido

Analisando pelo ponto de vista do proprietário, imóvel desocupado representa prejuízo em dobro, pois além de não receber aluguel terá de cobrir gastos como IPTU e, se for apartamento, o condomínio.

Para evitar essa situação, o dono do imóvel precisa ser realista em termos de preços, checar se o valor pedido pelo aluguel está dentro da faixa de imóveis semelhantes e na mesma região. Ou mesmo se estiver, será que vale a pena baixar um pouco mais para se sobressair em relação à concorrência? Vale a pena fazer as contas para saber o custo de ficar com o imóvel vazio, por um, seis ou 12 meses. Ainda que estará recebendo menos de aluguel esse prejuízo com as despesas poderá ser amortizado.

Quanto mais bem conservado estiver o imóvel, seja uma casa, um apartamento, salas e galpões comerciais, maior a chance de fechar o negócio. Pintura malconservada, instalações elétricas ou hidráulicas com problemas, pisos soltos ou azulejos quebrados costumam espantar os candidatos a inquilino.

Outras providências

Aceitar reduzir o valor em troca de benfeitorias no imóvel também pode ser uma saída interessante. A mesma flexibilidade deve ser observada por quem já está com o imóvel alugado. Se cuida bem do imóvel e paga o aluguel em dia, o inquilino deve ser valorizado e isso implica conceder benefícios como manter o aluguel sem correção ou, quem sabe, até dar algum desconto.

É preciso anunciar a locação nos principais sites do mercado e caprichar nas fotos enviadas para a publicação, para dar uma boa dimensão do imóvel e nas informações sobre metragem, número de cômodos, armários, garagem e outras características particulares da casa ou apartamento. A contratação de uma imobiliária de confiança tende a ajudar na locação e na papelada.

São atitudes simples, mas essa disposição em negociar, aceitar propostas e ter flexibilidade nas condições poderá contribuir para fechar a locação com mais rapidez.

 

Compartilhe:

0 Comentário

Comentar como anônimo

Mais lidos em #Imóveis

Relacionados

Relacionados

Outras categorias:

Assim você busca por assunto,
aquilo que mais interessa.

E aqui a gente separou o que é mais acessado:

Mas se quiser receber nossos artigos
por e-mail, cadastre-se: