home > Aluguel Reajuste > Reajuste de aluguel em agosto pelo IGP-M será de 6,39%

há 2 dias por Regina Pitoscia

Reajuste de aluguel em agosto pelo IGP-M será de 6,39%

O reajuste de aluguel residencial de contratos com vencimento em agosto será de 6,39%, se vinculados ao IGP-M – índice apurado pela Fundação Getúlio Vargas e adotado em cerca de 90% dos contratos.

Essa correção reflete a variação acumulada do IGP-M de agosto do ano passado a julho deste ano e, para encontrar o novo aluguel, basta multiplicar o que foi pago até junho por 1,0639. O resultado corresponde ao valor a ser desembolsado pelo inquilino no finzinho deste mês ou no início de setembro. Por exemplo, um aluguel de R$ 2,5 mil passaria para R$ 2.659,75 com o reajuste (2.500 X 1,0639).

A inflação de junho pelo IGP-M ficou em 0,40%, e para os próximos meses não se deve esperar por um reajuste de aluguel mais encorpado do que esses 6,39%. Ao contrário, se a inflação se mantiver em níveis próximos de zero, a tendência é que a correção dos alugueis seja ainda menor.

Valorização da locação

Aos poucos e muito lentamente, o valor dos alugueis pedidos em locações novas, de imóveis desocupados, está subindo. Pelo menos é isso que vem apontando alguns levantamentos de mercado, como o que é feito pelo portal Imovelweb, um dos maiores especializados no mercado imobiliário. Na cidade de São Paulo, houve um aumento médio de 4% no preço pedido pelas unidades disponíveis e anunciadas no site. Só no mês de junho, a evolução foi de 1,1%.

Trata-se de valorização média, mas que de todo modo já supera a inflação oficial medida pelo IPCA no mesmo período, que ficou em 2,23%. No período de 12 meses, a evolução dos preços dos alugueis também está acima da inflação em novas locações na capital paulista.

Em alguns bairros, onde a procura vem superando a oferta, como Alto de Pinheiro e Vila Ipojuca, a alta foi de 23%, na Vila Olímpia, de 7%, e no Itaim Bibi, de 6%. Em contrapartida, áreas como do Belém, Caxingui e Parque São Jorge apresentaram queda entre 21% e 24% no intervalo de julho do ano passado a junho deste ano.

Ainda que haja essa variação positiva em algumas regiões, o mercado de locação se ressente também do atual cenário econômico, com altos índices de desemprego e renda mais curta, o que impede um pedido mais ousado e elevado no valor do aluguel inicial. O momento é mais favorável ainda a inquilinos em busca de um imóvel para alugar.

Denúncia vazia

O proprietário poderá pedir o imóvel de volta sem um motivo específico sempre que o prazo da locação fixado em contrato tiver terminado. Esse processo é chamado de denúncia vazia e seu trâmite será diferenciado dependendo do prazo inicial do contrato.

Quando esse prazo for igual ou superior a 30 meses o pedido de desocupação poderá ocorrer a qualquer momento. Quando ele for inferior a 30 meses, a solicitação poderá ocorrer desde que o inquilino tenha ficado no imóvel por mais de 5 anos seguidos; ou em comum acordo, ou em casos de infração ao que determina o contrato; ou por falta de pagamento de aluguel e outras despesas; ou para reformas urgentes no imóvel determinadas pelo poder público.

Em ambos os casos será preciso notificar o inquilino que, por sua vez, terá um prazo de 30 dias para sair do imóvel.

 

Compartilhe:

0 Comentário

Comentar como anônimo

Mais lidos em #Aluguel Reajuste

Relacionados

Relacionados

Outras categorias:

Assim você busca por assunto,
aquilo que mais interessa.

E aqui a gente separou o que é mais acessado:

Mas se quiser receber nossos artigos
por e-mail, cadastre-se: