home > Aplicações > Rendimento da caderneta foi negativo em abril

há 2 dias por Regina Pitoscia

Rendimento da caderneta foi negativo em abril

Com um rendimento de 0,3715% a cada mês, a caderneta de poupança apresentou um retorno negativo ao aplicador diante da inflação de 0,57% em abril.

Para entender melhor o conceito de rentabilidade negativa vamos a um exemplo. Pelas condições atuais, uma aplicação de R$ 100 mil vai receber um rendimento de R$ 371,50. Considerando a alta dos preços, a inflação, essa mesma aplicação deveria ter recebido um rendimento de R$ 570,00 para manter o seu poder de compra em relação ao mês anterior.

Assim, o rendimento foi negativo porque não conseguiu repor ao patrimônio sua capacidade de compra de um mês para outro, gerando uma perda de R$ 198,50 em relação à inflação. Embora as expectativas sejam de um refluxo da inflação, com porcentuais mais baixos a partir deste mês, o aplicador em caderneta só terá o dinheiro protegido se a inflação for menor ou igual a esses 0,3715%.

Mas não foi apenas a caderneta que foi atropelada pela inflaçãoDe forma gera, todas as aplicações em renda fixa que têm sua remuneração calculada com base na taxa de juro básica, a Selic, que permanecerá em 6,50% ao ano, pelo menos até o dia 19 de junho. Data em que o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, volta a se reunir para decidir o rumo dos juros.

Nesse cenário de vacas magras para a renda fixa, todo esforço é válido para conseguir melhorar a rentabilidade, sem se arriscar na renda variável. E há várias opções em títulos de renda fixa, tanto os que são emitidos pelo governo, os títulos do Tesouro, como os que são emitidos pelas instituições financeiras, como os CDB e as Letras de Câmbio.

Está mais fácil garimpar e encontrar papeis que estejam rendendo mais do que a caderneta com os simuladores oferecidos pelas fintechs. Com suas plataformas integradas, o aplicador toma conhecimento do que existe no mercado e pode fazer a aplicação pela internet e até mesmo pelo celular, por meio de aplicativos.

Uma das corretoras que oferecem esse tipo de serviço é a Rico Investimentos. Na última sexta-feira, em sua plataforma havia oferta de títulos do Tesouro com rendimento mais interessante do que o da caderneta (https://www.rico.com.vc/simulador).

Para aplicações de dois anos, enquanto a poupança renderia 9,31%, um Tesouro IPCA 2035 oferecia uma rentabilidade de 13,98% no mesmo período; um Tesouro Prefixado 2025, de 14,12%; e um Tesouro IPCA 2024, de 14,54%. São diferenças relevantes na hora de cuidar bem do dinheiro.

Para ficar com o mesmo prazo de 2 anos, a plataforma oferecia papeis de renda fixa também mais rentáveis que a caderneta. Uma Letra de Câmbio das Pernambucanas Financeira oferecia um rendimento de 12,88%; uma Letra de Câmbio da Sax Financeira, de 13,00%, e uma da Avista Financeira, de 13,61%. Nesse período, no entanto, o investidor não pode mexer no dinheiro. Terá de abrir mão da liquidez para beliscar um rendimento mais interessante.

Mesmo para prazos menores, há opções com remuneração maior que a da poupança. Para o prazo de um ano, enquanto a caderneta terá um rendimento de 4,55%, um CDB do Banco Modal vai pagar um total de 5,77%; um papel do Omni Banco, de 5,88%, e uma LC da Avista Financeira, de 5,94%. Todas as projeções levam em conta o rendimento líquido, quer dizer, já considerado o desconto do imposto de renda e de eventuais taxas cobradas.

Uma estratégia que pode garantir liquidez combinada com um rendimento mais gordo é deixar na caderneta o dinheiro que precisará ser sacado todo mês e destinar para esses papeis valores que o investidor sabe que poderá deixar imobilizado por períodos mais longos, por um, dois ou três anos.

 

 

Compartilhe:

0 Comentário

Comentar como anônimo

Mais lidos em #Aplicações

Relacionados

Relacionados

Outras categorias:

Assim você busca por assunto,
aquilo que mais interessa.

E aqui a gente separou o que é mais acessado:

Mas se quiser receber nossos artigos
por e-mail, cadastre-se: