home > Crise > Tudo o que vai mexer com seu bolso nesta semana

há 2 dias por Regina Pitoscia

Tudo o que vai mexer com seu bolso nesta semana

 

Os dados que serão divulgados esta semana, praticamente a primeira de julho, darão boa ideia do que foi a inflação passada e a futura, a que afetará ainda o bolso de cada um de nós. Conheceremos dois índices passados de inflação – o IPCA e o IGP-DI de junho – e novas estimativas para o IPCA, a inflação oficial.

Projeções semanais

Pelo boletim Focus, que será divulgado hoje pelo Banco Central, vamos saber a inflação pelo IPCA projetada pelo mercado financeiro para junho – que o IBGE anuncia oficialmente na sexta-feira. O Focus traz também estimativas para o IPCA deste ano e para 2017.

Faz parte do boletim, ainda, projeção de dados como a taxa Selic, o dólar, o desempenho da economia, dentre outros, que mexem com nosso bolso.

Inflação pelo IGP-DI

Na quinta-feira, será conhecido o IGP-DI de junho, índice calculado pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), estimado em torno de 1,70%. Ele chega mais gordo pelo esticão de preços no atacado, como os de produtos agrícolas, principalmente do feijão. Parte dessa alta deve ser repassada ao consumidor, portanto ao IPCA, nos próximos meses.

Inflação pelo IPCA

Na sexta-feira sai o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo, a inflação oficial) de junho, calculado pelo IBGE. A previsão de analistas e economistas do mercado financeiro é que ele fique em torno de 0,40%. Como reflete principalmente a variação dos preços cobrados do consumidor, no varejo, o IPCA de junho foi beneficiado pelo recente recuo de produtos como cenoura, tomate, cebola, no varejo.

Pagamento de salário

Vence na quarta-feira, dia 6, o prazo para o pagamento de salário referente ao mês de junho.

Contribuição social da doméstica

O patrão deve recolher até quinta-feira, dia 7, a contribuição social sobre o salário de junho da empregada doméstica. As faixas salariais e as respectivas alíquotas de contribuição são: para quem recebe até R$ 1.556,94, a alíquota é 8%; quem ganha a partir de R$ 1.556,95 a R$ 2.594,92, 9%; para salários de R$ 2.594,93 até R$ 5.189,82 (limite), 11%.  A parcela do patrão é fixa, de 8%. A guia única de recolhimento (Simples Doméstico) deve ser emitida pela internet, por meio do programa eSocial (www.esocial.gov.br).

 

Compartilhe:

0 Comentário

Comentar como anônimo

Mais lidos em #Crise

Relacionados

Relacionados

Outras categorias:

Assim você busca por assunto,
aquilo que mais interessa.

E aqui a gente separou o que é mais acessado:

Mas se quiser receber nossos artigos
por e-mail, cadastre-se: